sexta-feira, 30 de julho de 2010

ventania experiença

.
.
Na tarde de domingo domingo atrás da concha acústica durante o É VENTO NA PRAÇA estará exposta a instalação "ventania experiece.a"



obra: ventania experiece.a
modalidade: instalação vídeo-poesia
autor: paranax


+ tapume 1 – projeção na madeira crua.

Poemas visuais, colagens e improvisos dialogam com o vento e têm o fenômeno da natureza como ponto partida para explorar a linguagem como texto & imagem. Além disso, Paranax olha para a historicidade do vento e busca suas implicações sobre a cidade bem como faz referências aos cruzamentos inusitados entre Paraisópolis e o universo da cultura POP.

- entre dentro do poema – poema visual
- V (vento escreve-se com vento) – poema visual
- vento curva - poema visual
- A ex-cultura da palavra - poema visual
- ventania (vento cortante) – poema visual
- TVer- poema visual
- o vento levou - poema visual
- Lennon na cidade da ventania – estudo de quadrinhos
- poevias – trilogia visual
- UTM 23K 419802 7505654 – poema verbovocovisual
- topônimos - poema verbovocovisual
- alegria alegria – foto-montagem
- caligrafia do vento – free-poema escrito pelo vento

No tapume 1 serão exibidos:

- Cama na Câmera - performance realizada em setembro de 2009 na Praça Coronel José Vieira, por Renata Azzi & Paranax.

- Ventos Turvos – vídeo-poesia de Paranax feito a partir de imagens aleatórias relacionadas ao vento e coletadas na internet.


tapume 2 – barraco spray vermelho

No tapume “Barraco Spray” estão experimentos de Paranax com algumas das linguagens encontradas nas ruas como zines, pichação, stencil, sticker e lambe-lambe.

- ventania experiença – stencil
- vento proibido - sticker
- amilcar de castro a favor do vento – sticker
- vendo vento em garrafa– lambe-lambe
- estrelas vermelhas – pichação
- tapumes poéticos – pichação
- Vento Zine – Zine
- venta george – stencil + sticker
- proibido proibir ventar – lambe-lambe
- Wind Hendrix da luz vermelha – colagem


+ tapume 3 – Redes aleatórias e desordenadas em espiral preto

sticker transgression – Adesivos abóbora fosforescentes (encontrados no lixo) usados para identificação de cargas têm a utilidade transgredida e - colados sobre uma camada de spray preto usado desordenadamente e de forma anárquico-aleatória - formam uma poema circular que orbita na superfície negra e espiral do tapume como se fossem planetas de linguagem luminosa.


+ projeções na Concha

Serão projetados às 19h00 dois poemas visuais na Concha Acústica da Praça.

- Vento é Vento – poema visual feito em computador especialmente para o “É VENTO NA PRAÇA” onde Paranax trabalha com significações da palavra “vento”.

- Clube do Trem - poema visual feito em computador onde Paranax faz referência ao coletivo de artistas Paraisopolenses Clube do Trem do qual faz parte e relaciona palavras a movimento e movimento a palavras.
.
.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Libertários

Baú