quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

::: o paraíso :::

há coisas lindas acontecendo no paraíso
será que somos ainda capazes
de senti-las?
há uma música, um sublime solo de guitarra
penso que ainda somos capazes
de viajar.

ontem sonhei que apertava sua mão
meu amigo
sei que está no paraíso também
ontem sonhei que nos encontramos
novamente
sei que está no paraíso também

há encontros inesperados na mantiqueira
será que estamos à altura
de tê-los?
há uma lugar rodeado pelas montanhas
será que somos ainda capazes
de percebê-lo?

hoje sonhei que cantávamos o amor
meu amigo
eu sei que está no paraíso também
hoje sonhei que falávamos do amor
meu amigo

eu sei que está no paraíso também
há apesar dos pesares mil possibilidades
mas será que desejamos com força
cada uma delas?

há um dado de múltiplas faces lançado
ainda temos coragem
de brincar com o acaso?

ontem sonhei que apertava sua mão
meu amigo
eu sei que está no paraíso também
ontem sonhei que apertava sua mão
meu amigo
eu sei que está no paraíso, amém

domingo, 7 de janeiro de 2018


levantam prédios [caixotões de gosto arquitetônico duvidoso]

plantamos árvores

resistimos com a Natureza

demolem o patrimônio [odeiam casario antigo, pedras portuguesas & são tomé, paralelepípedos]
plantamos flores

(re-)existimos com a Natureza

monopolizam a vista [comercializam-na]
comungamos a mata preservada

resistimos & (re-)existimos 
com a Natureza

respiram monóxido de carbono
respondemos: ar puro, cachoeiras & cascatas

a Natureza resiste com nós

aceleram latas & aparências
voamos em simples bicicletas

a Natureza (re-)existe em nós

têm sede de poder pelo poder
preservamos as nascentes

a Natureza resiste &
(re-)existe em nós

Libertários

Baú