sexta-feira, 23 de julho de 2010

Projeto Arisco - Silensons em Ato Único / Performance N° 2

Preparação

1 Inscrição no "Concurso de Caça Talentos da OPIS (Olímpiadas Paraisopolenses de Inverno e Solidariedade)";
2 definição: oralização do poema "Silensons em Ato Único"
3 Convidar + 1 pessoa para a perfomance;

Evolução

4 Conectar um microfone a diferentes pedais de efeito e experimentar sonoridades, camadas, tempos, espaços entre palavras, ruídos, modulações;

Ação

5 Ambos os performers subirão no palco mascarados;
6 Enquanto o perfomer 2 manipula pedais de efeito, oralizar o poema e sentir o corpo, a língua, o movimento dos lábios, escutar a voz processada, bem como a reação do público (vaias, gritos, aprovação, descontentamento);

Desfecho

7 No final, o apresentador do "Caça talentos" pergunta: - eles devem ir para a final?
8 A resposta da plateia será - como já esperava-se - : - não!
9 Choque entre expressão individual e concepção interiorana de arte;
0 A experiência do texto oralizado e processado com equipamentos incomuns, não lineares, por vezes ruidosos e desarmônicos, explicitou a relação problemática entre um tipo de indivíduo anarquíco-poético e um tipo de sociedade cuja concepção de universo parte basicamente dos valores ensinados pela religião e cujo contato com manifestações acontece superficialmente, nula ou por intermédio dos meios de comunicação de massa.***

*** No caso da OPIS, em que a Performance Silensons Ato Único foi executada, 5 cantoras evangélicas foram classificadas para a final...

Materiais

- microfone
- pedais de efeito
- cabos
- máscaras

Questões para reflexão

a) Palavra silêncio é uma palavra de ordem?
b) O silêncio é um som?
c) A influência do imprevísivel na arte
d) liberdade: algo dado ou a se conquistar?
e) O sentimentos da massa à não linearidade de experiências poéticas radicais (estranhamento, repulsão, crítica, ironia, etc).
.
.

Um comentário:

  1. Mas assim, mesmo não sendo algo comum, o qual a maioria não está habituado, de alguma forma vocês atingiram a massa, mesmo na crítica vocês os fizeram parar e prestar a atenção, silenciando o som interno de cada um e os fazendo sentir na pele as vibrações do próprio silêncio/som que se fazia ali, mesmo inconsciente, pois a arte é isso, o verdadeiro sentido fica pra quem está aberto a entender, e os que não estão vão gozar do que aconteceu, mas pode ter a certeza que mais tarde, sozinhos eles vão se perguntar: "Qual o som do silêncio?" E vão lembrar do arrepio que a apresentação deu neles. Acho que responde algumas das questôes...
    d) Liberdade é algo dado, basta você saber direcionar o foco verdadeiro, sem estupidez. Liberdade é papo sério e não loucura. Ser livre como um passarinho que sabe exatamente onde quer chegar.

    ResponderExcluir

Libertários

Baú